segunda-feira, 28 de abril de 2014

#18


O primeiro álbum da dupla norueguesa Röyksopp surgiu após o reconhecimento obtido com a publicação de dois temas que se encontram entre os mais sedutores de Melody A.M. (2001). Eple anunciou uma extraordinária capacidade para associar melodias naïve a ritmos dançantes, recorrendo à manipulação electrónica e à arte do sample. Já em Poor Leno, Torbjørn Brundtland e Svein Berge recorreram à voz do conterrâneo Erlend Øye para construir um dos temas pop mais cativantes do início do séc. XXI. Erlend Øye volta a aparecer no tema Remind Me, emprestando ao álbum uma suavidade que em muitos aspectos contempla a sua própria produção. Outra voz presente em Melody A.M. é a de Anneli Drecker, que nos anos 80 esteve na formação dos Bel Canto – projecto na linha atmosférica de uns The Cocteau Twins. Entre a delicadeza de Erlend Øye e o tom nostálgico de Anneli Drecker, os Röyksopp desenham auroras boreais onde os sons se misturam como cores em movimentos etéreos. Um instrumental como In Space evoca tanto a harpa clássica como a kora africana, sugerindo coloridos musicais onde a tradição e a modernidade se conjugam num espaço atemporal sem fronteiras demarcadas.


Sem comentários: