quinta-feira, 3 de abril de 2014

ACIDENTE

Após o acidente, índices elevados de radioactividade provocaram estranhas mutações nos seres vivos. Alguns germinaram defeituosos, com deficiências cuja generalização progressiva tornou normais. A ausência de padrões estáveis deu cabo da ciência, a qual se resumia, agora, a infinito trabalho de inventário. Tudo era diferente de tudo. Um homem, que cheguei a conhecer, tinha duas bocas onde nós temos olhos. Cresceram-lhe dentes no lugar das pestanas. Comia com os olhos. A velhice fê-lo perder os dentes e, com isso, a capacidade de se alimentar convenientemente. Em certa medida, pode dizer-se que a cegueira matou-o de fome.

Sem comentários: