sábado, 16 de agosto de 2014

SOBRE "CALL CENTER"



No universo de H.M.B.F., o espelho que reflete a sociedade partiu-se em mil estilhaços, e é sobre essas arestas de vidro que as personagens caminham, cortando-se e sangrando, mais impulsionadas pelo espanto do que pela revolta, seguindo ainda assim em frente, através do negrume. As incongruências da vida gregária (na família, no bairro, no país) e a entropia social geram uma energia turva que explode através de situações absurdas.

José Mário Silva, in Expresso, 2 de Agosto de 2014, ATUAL.

3 comentários:

Jorge Melícias disse...

Se o crítico silva estrela, está estrelado!

hmbf disse...

Mais estrela, menos estrela, agradou-me a justeza da leitura.

Claudia Sousa Dias disse...

Adoro as críticas do JMS