terça-feira, 31 de janeiro de 2017

WELCOME TO THE UNITED STATES






Sempre que regresso a Frank Zappa constato que devia ouvi-lo mais vezes. Motivado pela história do “golden shower” em plena Casa Branca, regressei há dias a um genial e interminável percurso iniciado em 1966 com Freak Ou!. Bendita chuva dourada. Zappa é um daqueles casos onde a extravagância anda de mãos dadas com a genialidade. Em Hot Rats (1969), primeiro trabalho sem a companhia dos The Mothers of Invention, oferece-nos uma obra-prima de jazz-rock; em Joe’s Garage (1979) envereda pelo musical; com The Yellow Shark (1993) desenhou arranjos eruditos para velhos temas, não se distanciando nunca de um registo satírico, corrosivo, altamente irónico. Tão pertinente, tão actual, este momento conduzido pelo nosso conhecido Peter Rundel. 

Sem comentários: