domingo, 5 de fevereiro de 2017

#90


Parece que os Black Sabbath estão preparados para o purgatório, mesmo à beira de comemorarem 50 anos de carreira. O fim merecido merece aplauso. Nos meus tempos de adolescente problemático passei algumas boas horas a ouvir Vol. 4 (1972). Ao longo dos tempos, fui-me desfazendo de muito vinil. Este é dos que guardo religiosamente. A mais pirosa das baladas está aqui: Changes. Ainda hoje me arrepio a ouvi-la. Estão também riffs de guitarra inesquecíveis, lirismo distópico, muitas drogas, os fundamentos daquilo a que deram o nome de heavy metal. Nunca fui adepto do rótulo, mas as inclinações góticas de Ozzy Osbourne fascinavam-me. Ainda fascinam. Voltei a ouvir hoje Vol. 4. Não sei porquê, ocorreram-me imensas imagens percorridas por um fio que podia ser o separador invisível da loucura e da lucidez. Voltei a ver-me de cabelo comprido, vestido de preto dos pés à cabeça, botas da tropa, um copo de cerveja ordinária na mão. Sempre a olhar para o chão - nunca o céu me surgiu apelativo -, onde o futuro tem a distância de um passo. Às vezes, confesso, ainda esmago palavras com os dentes, cuspo-as e piso-as como se fossem beatas de cigarros. Se algum dia enlouquecer, por favor não me levem a sério. Sinto apenas saudades de ser um adolescente parvo. Voltasse atrás, olharia mais par ao céu.


"Cornucopia"


Too much in the truth they say
Keep it 'till another day
Let them have their little game
Illusion helps to keep them sane

Let them have their little toys
Fast sports cars and motor noise
Exciting in their plastic place
Frozen food in a concrete maze

You're gonna go insane
I'm trying to save your brain

I don't know what's happening
My head's all torn inside
People say I'm heavy
They don't know what I hide

Take a life, it's going cheap
Kill someone, no one will weep
Freedom's yours, just pay your dues
We just want your soul to use

You're gonna go insane
I'm trying to save your brain



1 comentário:

Evandro disse...

Que este disco exista, em época em que os quatro cheiravam o que viam pela frente, é prova de que existe um deus em separado para a galera do rock.

Amo.

Há quase quatro anos escrevi postagem só para a Cornucopia :::

http://avidanumagoa.blogspot.com.br/2013/05/mais-cornucopia-do-black-sabbath.html