sábado, 14 de julho de 2018

14 DE JULHO DE 2018


Quando Boris Iéltsin parecia alcoolizado e fazia “coisas engraçadas” para gozo das multidões, eu não gostava. Via apenas um velho alcoolizado. Quando Fidel caiu e toda a gente anedotizou o facto, eu não gostei. Vi apenas um velho a dar um trambolhão. Quando Junker se apresentou trôpego numa conferência da NATO, queixando-se da ciática, e toda a gente satirizou o momento, eu não gostei. Vi apenas um velho enfastiado, a tentar disfarçar o tédio da senilidade. Sou um chato aos 43, nem quero imaginar como serei ao 44.

Sem comentários: