terça-feira, 24 de julho de 2018

24 DE JULHO DE 2018


As últimas horas foram de apreensão, com a Matilde em viagem por uma Grécia em chamas. Memórias recentes tornam este inferno dos incêndios ainda mais traumático. Sofro imenso com tudo isto, mais ainda por há muito me preocupar o desinteresse da generalidade das pessoas pela Natureza. Ilhas de plástico, oceanos poluidíssimos, alterações no clima, sobreaquecimento global, tudo isto tem uma razão de ser básica: adoramos os deuses errados. Devíamos adorar o sol, a lua, os mares, os ventos, a terra, as plantas, as árvores, os animais, devíamos adorar quem sacrificamos continuadamente com a nossa incúria. Para mal de todos, para mal de uma humanidade que ainda não se deu conta do mal que vem fazendo a si própria. É triste, é medonho, é trágico, é desencorajador.

Sem comentários: