segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

INSULTOS À DEMOCRACIA

Acabei de ouvir na RTPN um tipo qualquer dizer que os 4,5% do Coelho são um insulto à democracia portuguesa. Se eu fosse jornalista, perguntava-lhe o seguinte: se os votos legitimamente conseguidos por uma candidatura legítima são um insulto à democracia portuguesa, então o que é a democracia portuguesa? Não é difícil encontrar insultos à democracia portuguesa: do caso BPN ao Face Oculta, dos submarinos ao processo Portucale, da Casa Pia à Universidade Independente, das escutas aos "mantos diáfanos de fantasia" de certos e determinados trafulhas.

5 comentários:

jesimões disse...

E se todos os descontentes e abstencionistas pensassem o mesmo, e o Coelho fosse eleito presidente, à 1ª volta (com 56% dos votos!)?...
O que pretenderiam os "láparos" votantes, da democracia? Que "des-funcione" mais e mais?
A melhor declaração de antagonismo ao que Cavaco representa, talvez seja não lhe fazer o jogo... Digo eu.

Anónimo disse...

http://aduanapt.blogspot.com/

apedroribeiro disse...

de acordo, henrique. Esta "democracia" é que tem de cair como na Tunísia.

margarete disse...

insulto à democracia: propor a "poupança" de uma segunda volta eleitoral para poupar €


(detesto sentir ódio...)

Luis Eme disse...

democratas são o senhor silva e os amigos, que gozam á brava à nossa custa, apesar de gostarem de fazer números de "virgens inocentes"...