sábado, 8 de outubro de 2011

EM BUSCA DE UM IDEAL






Novembro está a chegar e eu ainda espero por ti
Ó lesta ninfa que me escapaste quando
Te avistei entre alguns homens tolos
E com a força do meu desejo te ataquei.
Precipitadamente o fiz, gerei uma morte apaixonada,
Muito fácil, demasiado fácil, chorei então,
Não merecias uma gota pela minha caneta derramada.
Ó flor da luz comum, a emoção
Das coisas vulgares elevada à angélica condição
Saltou das tuas sedutoras pernas, segui-te
De Abril a Maio e de Junho até Setembro,
E tu mantiveste o comando até o alimento da paixão
Ficar bolorento dentro do meu alforge. Agora galanteio
As pegadas por ti deixadas através de Novembro
.



Patrick Kavanagh



Versão de HMBF

1 comentário:

Amélia disse...

Enquanto me lembrar que o Nobel da Literatura foi atribuído da Winston Churchill...
Não sou dos que correm em busca de best-sellers ou dos que fazem bom marketing.
Um abraço (por enquanto ainda se não lembraram de cobrar imposto...nem pelo ar polupido, nem pelos p+assos que damos...)