quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Wisława Szymborska (Kórnik, 2 de Julho de 1923 - Cracóvia, 1 de fevereiro de 2012)

segue-se um momento
de forte consternação poética
com a disseminação intensa
de vários poemas da falecida

4 comentários:

Eusébio Almeida disse...

a morte do poeta que escreve o poema que mata o poeta que vive dentro do poema que escreve.

Jorge Melícias disse...

é sempre assim: o abutre têm lágrima fácil.

Amélia disse...

Sem ser abutre...gostei sempre de ler esta poetisa...

Cavalo de pau disse...

Deixo um video que ilustra a casualidade esta e a de há uns minutos atrás:

Greta Alfaro: http://vimeo.com/26135993