segunda-feira, 24 de setembro de 2012

CIGARRAS, FORMIGAS, BARATAS


Ninguém percebeu Miguel Macedo, o ministro que renunciou a um subsídio de alojamento previsto na lei como previstas na lei estão todas as regalias das cigarras. É óbvio que ao falar de um país com muitas cigarras e poucas formigas, o ministro referia-se aos deputados do PSD, ainda há não muito apontados como dos mais faltosos no Parlamento. Ninguém o entendeu  porque este é um país de baratas tontas, e o ministro Macedo mais que os outros.

2 comentários:

Silvia Mota Lopes disse...

E é da minha terra! barata tonta fala uma cigarra de barriga cheia graças ao trabalho das formigas!
Olha lá oh "si"nistro pensas que me hipnotizas?

manuel a. domingos disse...

e já nem sei o que dizer. estes gajos são mesmo uns caras-de-pau do caraças. a lata destes gajos. porra