quinta-feira, 6 de novembro de 2014

MULHERES

Título do Público: cadeias têm quase 500 presos a cumprir pena por violência doméstica. Vem no Diário de Notícias: Facebook e a Apple estão a oferecer às funcionárias a possibilidade de congelarem os seus óvulos, incluída no seguro de saúde. O objectivo é atrair e manter as mulheres talentosas na empresa. E também no Público: portugueses usam mais as redes sociais do que a média europeia. Presumo que muitos dos utilizadores sejam mulheres, algumas feministas. Não há nenhuma relação entre estas notícias, a não ser o facto de todas elas poderem ajudar a compreender um pouco melhor o mundo em que vivemos. Já agora, o maior sucesso de não-ficção em Portugal neste momento é um livro sobre maquilhagem. A discussão sobre o piropo continua, oferecendo a oportunidade às colunistas do costume de se confessarem vítimas de “assédio sexual de rua”. Nunca pratiquei a arte do piropo, não gosto de redes sociais, felizmente não conheço casos de violência doméstica na família mais próxima e o tema social da maquilhagem não me interessa minimamente. Devo ser uma espécie de cronópio.

5 comentários:

Joaquim Faria disse...

Cronópio serão todos aqueles que te julgam!

Joaquim Faria disse...

...e jamais serás visivelmente verde...

Rogério Soares disse...

O Brasil não poderia ser mais parecido com Portugal. Aqui também, Henrique, vivemos de macaquear um modo de vida imbecilizante. Aqui o best seller do momento é um livro que "ensina" os incautos a blindarem o seu casamento. Casamento Blindado – O seu Casamento à Prova de Divórcio. O livro já vendeu mais de 2 milhões de exemplares

hmbf disse...

verde por dentro e por fora, seria perfeito

Joaquim Faria disse...

Já é perfeito!
Imperfeito aqueles que não vêm a cor!