quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

DESEJOS PARA 2015

Sou humilde nos meus votos, embora reconheça uma certa utopia nas vontades professadas. Deixo para os outros os mundos perfeitos, saúde e alegria, paz no mundo, o fim da guerra, deixo para os outros o paraíso. Eu só queria que os meus clientes deixassem de me perguntar se podem "desfolhar os livros". Detesto ter que lhes dizer que não, sobretudo em alguns casos. Mas a gerência, até ver, só autoriza "folhear livros".

3 comentários:

humming disse...

É deixar umas espigas de milho à disposição.

hmbf disse...

Boa ideia.

Joaquim Faria disse...

Por aqui seria mais de trigo...
...se fosse semeado.