sábado, 29 de abril de 2017

UM POEMA DE HAGAR PEETERS


A NOITE PASSADA CRUZEI-ME COM OS MEUS PAIS

A noite passada cruzei-me com os meus pais,
duas figuras pálidas inclinadas
uma para a outra na luz branca de uma lanterna.

A julgar pelo estado jovial de ambos eu ainda
não tinha nascido. Eram jovens e apaixonados.
Uma tristeza profunda abateu-se sobre mim
por saber o curso que as coisas tomariam.

Ela bramiu com risos sobre algo que ele murmurou.
Ele riu estrondosamente como ainda hoje faz.
Trocámos delicadas saudações
e depois seguimos por caminhos diversos.

“Aguardem um momento”, disse-lhes eu,
por certo voltaremos a encontrar-nos um dia.
De braço dado, eles viraram a esquina em silêncio.




Hagar Peeters nasceu a 12 de Maio de 1972 em Amesterdão. Começou a publicar em 1999, com uma colectânea intitulada Genoeg gedicht over de liefde vandaag (Done enough love poetry for today). O poema cuja versão portuguesa partilho, foi vertido para a língua de Camões a partir da versão inglesa encontrada aqui.

Sem comentários: